UNEM

23 de novembro de 2021


Marco Regulatório do CCS está em fase de elaboração

A União Nacional do Etanol de Milho (Unem) participou de mais duas rodadas de reuniões do Programa Combustível do Futuro do Ministério de Minas e Energia (MME), uma no dia 03 de novembro e outra no dia 12 deste mês.

Os últimos encontro do ProBioCCS trataram de temas como a elaboração do Marco Regulatório para o programa de Captura e Armazenamento de Dióxido de Carbono (CO2), o CCS, e sobre as diretrizes para confecção de um relatório.

No dia, 12, os participantes da reunião puderam analisar proposta de texto para a minuto do Projeto de Lei que busca regulamentar o mercado de CCS, sigla em inglês Carbon Dioxide Capture and Storage.

 


Grupo de Trabalho realiza mais uma reunião

 

O presidente da Unem, Guilherme Nolasco, concedeu entrevista ao vivo para o canal Agro Mais, do grupo Band, para falar sobre o aumento da produção de etanol de milho no país.

Ainda neste dia, a Unem realizou mais uma reunião do Grupo de Trabalho das Usinas e se reuniu com o presidente do Conselho da entidade, Henrique Ubrig.

 


Unem realiza penúltima etapa do planejamento estratégico

 

A Unem recebeu parte de seus associados para realização da 3ª etapa do Planejamento Estratégico da entidade. A iniciativa visa estabelecer as metas e objetivo da União Nacional do Etanol de Milho, bem como estabelecer o escopo de trabalho da diretoria e equipe. O trabalho é conduzido pela Brandão Governança, empresa especializada em consultoria para empresas do setor agroindustrial.

Para abrir o encontro, o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea) apresentou as perspectivas do setor de etanol de milho até a safra 2030/2031. O levantamento trouxe as projeções tanto da produção de insumos, como milho e biomassa, quanto dos produtos etanol e farelo de milho (DDGS). Um dado relevante apresentado foi com relação à sustentabilidade, com dados atualizados das metas relacionadas ao programa Renovabio.

A partir desses dados, os participantes puderam traçar melhor os desafios e caminhos a serem trilhados pela Unem para a consolidação do crescimento projetado.

O presidente da Unem, Guilherme Nolasco, destacou que este trabalho de governança e planejamento será fundamental para o futuro da entidade e do setor.

No segundo dia de reunião, o advogado Eduardo Maneira, consultor tributário da Unem, apresentou uma proposta para os associados com relação à subvenção do ICMS, com foco na possibilidade de exclusão da base de cálculo do PIS e da COFINS dos valores correspondentes a créditos presumidos de ICMS decorrentes de incentivos fiscais concedidos pelos estados. Também foi tratada sobre a possibilidade de ajuizar ação para limitar a base de cálculo 20 salários-mínimos contribuições terceiros.

Além dos associados presentes, outros representantes também participaram da reunião de forma remota.

Em Cuiabá, o encontro contou com a participação do diretor comercial da Inpasa, Flávio Peruzo, o diretor de relações institucionais da FS Bioenergia, Eduardo Mota, o CEO da ALD, Marco Orozimbo, o diretor da IFF, Márcio Cacho, o Gerente de Vendas da Novozymes, Fabrício Leal, o Conselheiro Consultivo da Unem, Ricardo Tomczyk, além da equipe técnica da Unem.

A próxima etapa do projeto será a apresentação do planejamento estratégico da Unem.

 


1 Fórum Getap Milho debate tecnologias para produção no Brasil

A Unem participou do 1º Fórum Getap Milho, realizado 100% virtual para debater tecnologias agronômicas, mercado e sustentabilidade no setor produtivo de milho no Brasil e no mundo.

Guilherme Linares Nolasco foi um dos palestrantes do evento, apresentado o histórico e as perspectivas do mercado do etanol de milho no país. Além da apresentação, os participantes puderam conhecer a Unem por meio de um stand virtual com informações institucionais e apresentação do vídeo da entidade.

 


 

Reunião debate projeto de lei sobre repasse de créditos de CBios PL 3149

A União Nacional do Etanol de Milho (Unem) acompanhou as discussões sobre o Projeto de Lei 3149/2018, que trata do repasse de créditos de CBios aos fornecedores de matéria-prima para produção de biocombustíveis. A reunião foi organizada pela assessoria do Deputado José Mario Schreiner (DEM-GO), relator do PL 3149/2018.

A Unem defendeu a “excepcionalidade” com exclusão dos biocombustíveis a base de grãos do texto original, com forte argumento das diferenças comerciais entre o fornecedor de milho e cana-de-açúcar, visto as infinitas possibilidades de cadeia de produção que o milho pode ser ofertado, frente à dependência exclusiva do produtor de cana em relação a usina de cana-de-açúcar.

Unanimemente as entidades presentes afirmaram a legitimidade de alguma remuneração aos produtores que fornecerem os dados primários de produção, mas tendo o livre mercado como mecanismo de regulação destes prêmios e ou remuneração.

Uma nova reunião foi marcada para o dia 25 de novembro, quando a Unem vai apresentará uma proposta de emenda para o relatório final do PL 3149.

 


Outras Pautas:

03/11/2021 Reunião com a associada.

05/11/2021 Reunião sobre Reforma Tributária.

11/11/2021 Reunião de alimento sobre o evento Teco Premiere, que contará com uma mesa redonda sobre mercado.