UNEM

7 de abril de 2021

 

Unem discute tributação de farelos de milho com Sefaz-MT

Em 16 de março, a Unem e seus associados se reuniram com a Sefaz-MT e a Secretaria Adjunta da Receita Pública (SARP) para entender o modelo de cálculo das contribuições previstas na Lei 11.295 de 29/01/2021. Regulamentada pelo Decreto 833 de 25/02/2021, a Lei disciplina a isenção de ICMS do milho proporcional à saída de farelo de milho na operação interna.

Mediante a ausência de metodologia por parte da arrecadação, deliberou-se que a Unem enviará uma proposta exequível para a apuração das contribuições. Após a reunião, o grupo de Reforma Tributária e as Assessorias Jurídicas da Unem definiram, junto à Sefaz-MT, as estratégias e posicionamentos referentes ao tema junto ao Governo de Mato Grosso.

No dia 26, os representantes dos associados no Grupo Tributário e a Assessoria Jurídica da Unem realizaram reunião virtual sobre Reforma Tributária, para atualizações das tramitações e preposições da FPA junto à Reforma Tributária no Congresso Nacional.


 

Mapa sugere estratégia para Food Systems Summit 2021

A Ministra da Agricultura, Tereza Cristina, apresentou ao Conselho do Instituto Pensar Agro (IPA) uma estratégia nacional para a Cúpula dos Sistemas Alimentares da ONU (Food Systems Summit 2021). O evento permitirá a participação de entidades privadas e do terceiro setor nas contribuições a cinco diferentes eixos temáticos. O Brasil realizará um diálogo nacional para mobilizar diversos setores interessados na estruturação de um posicionamento nacional sobre temas relevantes para o setor produtivo.

A apresentação ocorreu no dia 30 de março, durante Assembleia Geral Extraordinária do IPA, que também tratou de receitas e despesas de janeiro e fevereiro de 2021 e analisou o ingresso de novo sócio mantenedor. Foi feita apresentação dos temas prioritários das comissões temáticas. Além da ministra, participaram também o chefe de assessoria de Assuntos Socioambientais, Fernando Zelner, e o assessor especial, João Adrien.


 

ANP analisa metodologias da cadeia de custódia para o RenovaBio

A análise de metodologias de cadeia de custódia de grão para o RenovaBio foi o tema de reunião online com a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) no dia 15 de março. O trabalho foi desenvolvido no âmbito do Brazil Energy Programe (BEP), programa do Reino Unido voltado para estimular o desenvolvimento e sustentabilidade na área energética, e tem o apoio da ANP.

Foram apresentados os resultados preliminares do projeto desenvolvido pela AgroÍcone e as próximas etapas. Houve espaço reservado para discussão com produtores de biodiesel e etanol de milho, e associações que atuam no mercado de biocombustíveis.

O assunto voltou à pauta no dia 25, quando o presidente da Unem, Guilherme Nolasco, concedeu entrevista à AgroÍcone e à BEP Biofuels, que objetivam construir uma metodologia aplicável para a cadeia de custódia de grãos no RenovaBio.


 

Ferrovias e etanolduto foram pauta em março

Com o objetivo de encontrar soluções para minimizar os custos de logística do etanol ao atingir os mercados do Sul e Sudeste, a Unem participou de reunião online, no dia 22 de março, com o vice-presidente comercial da RUMO Logística, Pedro Palma, o secretário de estado de Fazenda Rogério Gallo, o presidente da Fiemt, Gustavo Oliveira, e o presidente do Sindálcool, Sílvio Rangel.

Na pauta, a extensão da malha ferroviária até o Médio-Norte do estado, o aumento de investimentos em material rodante e terminais, além de formas para trazer previsibilidade e continuidade nos investimentos, visando o aumento de produção de biocombustível e a diminuição de custos logísticos para o setor.

Logística voltou a ser tema central no final do mês. Em 30 de março, houve reunião online sobre desafios e gargalos para a extensão de etanolduto até Mato Grosso. O evento contou com a presença de Wagner Biasoli, presidente da Logum Logística, do secretário Rogério Gallo e de representantes do Sindálcool. Na ocasião, a Unem apresentou a situação atual e as perspectivas futuras do setor de etanol de milho.

A Logum abordou a situação atual da rede de dutos e as fases de investimento previstas para os próximos anos. Ficou explícito que investimentos em curto prazo para os dutos atingirem Mato Grosso não estão nas prioridades. Ainda assim, Rogério Gallo fez um desafio, buscando a primeira fase por meio de duto segmentado entre o Médio-Norte e ferrovias em Rondonópolis ou Alto Taquari, colocando o Governo do Estado à disposição para custear o estudo de viabilidade técnica econômica.


 

Conselho e Assembleia se reúnem

A reunião do Conselho de Administração da Unem e a Assembleia Geral Ordinária foram realizadas no dia 19 de março para aprovação das atas das reuniões do dia 14 de dezembro de 2020 e atualizações sobre a reforma tributária, o Dia do Etanol de Milho em Brasília e prestação de contas do exercício 2020.

Temas estratégicos do setor foram debatidos na ocasião: atração de novos associados, o programa “Etanol do Futuro, o desafio de transformar 100 milhões de toneladas de milho/sorgo em 8 bilhões de litros do biocombustível, tecnologia de produção para aumento da produtividade, eficiência industrial, biomassa, outras aplicações do etanol e seus coprodutos e análise de setores de influência.

Já em 23 de março, a Unem realizou uma reunião ampliada com toda equipe operacional e de gestão estratégica da Novozymes, com o objetivo de troca de informações e conhecimentos das ações institucionais da Unem, bem como o papel da tecnologia disponível para a eficiência produtiva e o crescimento do setor. Participaram: William Y. Yassumoto e Gilberto de Seixas Maia Neto.


 

E mais!

  • Participação no Workshop da IDH Brasil e seus parceiros, em 17 de março. Em pauta, as lições dos cinco anos de implementação da estratégia territorial no Brasil;
  • Reunião em 17 de março com João Paulo Brisighello, da Kaiser Associates Latin America, sobre novos investimentos em usinas de etanol de milho no Brasil;
  • Entrevista à Agência Estado, em 18 de março, apresentando demanda e dados sobre o setor do etanol de milho no Brasil;
  • Unem participou de reunião das entidades do IPA nos dias 22 e 29 de março;
  • Entrevista ao site Notícias Agrícolas no dia 23, sobre a perspectiva de aumento do etanol de milho e a análise se o crescimento é em função do preço ou da demanda;
  • Em 24 de março, a Unem acompanhou o webinar do Instituto Produzir, Conservar e Incluir (PCI), que abordou o balanço de metas de seu quarto ano;
  • O Instituto PCI reuniu seus membros em reunião no dia 29, com a presença da Unem;
  • Entrevista à Dinheiro Rural, em 29 de março, tendo como pauta uma análise geral do mercado brasileiro, bem como as perspectivas e possíveis problemas.

 

 

 

Unem.Informa é uma comunicação interna dirigida aos associados à União Nacional do Etanol de Milho (Unem). Reprodução proibida. Contato: ascom@etanoldemilho.com.br